💎 Como dizer se um diamante é real ou falso - Guia completo

Quer saber como dizer se um diamante é real? Use estes testes em casa para descobrir se um diamante é real sem ter que ver um joalheiro profissional.

Comprar um diamante é uma compra emocional, então é claro que você vai querer saber se um diamante é real ou não, antes de assinar na linha pontilhada.

Mas como você pode saber se um diamante é real? Se você está no mercado para comprar um anel de diamante ou se deseja inspecionar suas próprias jóias, é normal que você queira saber a autenticidade de sua pedra.

Como dizer se um diamante é real ou falso

Os diamantes têm várias contrapartidas «falsas» que podem ser facilmente confundidas com diamantes reais – pedras naturais com uma forte semelhança com diamantes são safira incolor, topázio incolor e zircônio incolor.

Diamante Estrella de Guinea

Há também gemas criadas em laboratório, como YAG (granada de alumínio ítrio), GGG (granada de gadolínio), CZ (zircônia cúbica sintética) e moissanita sintética que se parecem com diamantes reais para uma pessoa comum. Isto provavelmente deixa você se perguntando como dizer se um diamante é real se há tantos «look-alikes».

1) Teste da água

Use este teste simples para garantir que um diamante seja real.

Encontre um copo de tamanho normal para beber e encha-o ¾ do caminho com água. Cuidadosamente, deixe cair a pedra solta no copo.

Se a pedra preciosa afundar, é um diamante de verdade. Se flutuar sob ou na superfície da água, você tem uma falsificação em suas mãos. Um diamante real tem alta densidade, então o teste da água mostra se sua pedra corresponde a este nível de densidade.

2) Teste de Névoa

Para o teste de nevoeiro, segure o diamante ou anel entre dois dedos e respire sobre ele com uma lufada de ar. Uma leve névoa se formará sobre o diamante por causa da umidade e do calor em sua respiração.

Se a neblina se dissipar imediatamente, o diamante é real. Se levar vários segundos para que a neblina se dissipe, é provável que se trate de um diamante falso. Os diamantes efetivamente conduzem o calor e, portanto, dispersam o calor rapidamente.

3) Verificar o ajuste e a montagem

Se um diamante já estiver colocado em um anel, observe o tipo de ajuste e montagem que é usado.

Devido à grande etiqueta de preço de um diamante, um diamante de verdade só será colocado em jóias de alta qualidade.

Por exemplo, um diamante real será colocado em materiais como ouro branco, platina, ouro amarelo, pavê ou pedras laterais e anéis de fixação com auréola.

The Empire Diamond, joalheria Tiffany mais cara da história

Para ver se o cenário é realmente como descrito, olhe dentro do centro do anel para as marcas. Como exemplo, as notas 10K, 14K, e 18K indicam o tipo de ouro utilizado.

As marcações PT e Plat se referem à platina. Se você vir um número como 585, 770, 900 e 950, essas são marcações que indicam platina ou ouro também.

Se você vir um selo ou gravura «C.Z.», a pedra preciosa é uma zircônia cúbica, e não um diamante real.

4) Aqueça a Pedra e Veja se ela se estilhaça

Os diamantes são feitos de material incrivelmente forte e não responderão a altas temperaturas.

Para testar se um diamante é real usando calor, pegue um copo para beber e encha-o com água fria. Use um jogo de lonas ou luvas à prova de fogo para segurar a pedra.

Aqueça a pedra com um isqueiro por aproximadamente 40 segundos, depois deixe cair a pedra diretamente na água fria. Se a pedra se estilhaça, ela é feita de componentes mais fracos e não é um diamante de verdade. Um diamante verdadeiro não mostrará nenhuma reação.

O teste de calor testa a qualidade e a resistência da pedra. Por causa da rápida expansão e contração do calor, materiais fracos como vidro ou zircônio cúbico irão rachar e quebrar.

Pense em um prato de vidro ou de pirex que você usa para cozinhar. Se você puxar o prato de um forno quente e tentar lavá-lo imediatamente, o choque na mudança de temperatura pode estilhaçar o prato.

Como os diamantes são um dos materiais mais fortes do planeta, ele será resistente a tais testes de calor. O calor se dispersará rapidamente e o diamante não será afetado pela mudança de temperatura.

5) Teste de luz UV

Para testar se um diamante é real de uma maneira diferente, coloque-o sob uma luz UV e observe a reação. A maioria dos diamantes emitirá um brilho de cor azul, mas não todos eles.

Alguns diamantes não brilham sob a luz UV. Por esta razão, se a pedra não brilhar, os resultados não indicam necessariamente que se trata de um diamante falso.

Como este teste não é definitivo, é melhor ter um especialista em diamantes ou joalheiro usando seu equipamento avançado para testar a pedra.

Testar um diamante em casa usando a refratariedade

Quando você vê um brilho de diamante, você está experimentando sua capacidade de dobrar e refratar a luz.

Diamante Guinea Star

Quando a luz atinge os pavilhões (as superfícies angulares na metade inferior do diamante), ela é saltitada e refratada para cima através da mesa do diamante (a superfície superior, plana) a olho nu. Quando um diamante faz isto bem e brilha radiantemente, é chamado de brilho.

Pedras que não são diamantes, como a Zircônia Cúbica, não refratam a luz também. Elas terão menos brilho, se é que terão algum.

Para testar a refratariedade de um diamante, use os seguintes testes.

6) Efeito ‘Read-Through’ de jornal/ ‘Read-Through

Para testar a refratariedade do diamante, coloque suavemente a pedra de lado plano em uma página de jornal em uma área com muitas letras. Certifique-se de que a iluminação seja brilhante e que nenhum objeto ou pessoa esteja lançando uma sombra sobre o diamante.

Se você for capaz de ler as cartas do jornal – mesmo que as cartas estejam um pouco desfocadas – o diamante é falso.

Se o diamante for real, suas facetas refratarão a luz em diferentes direções, em vez de em linha reta. Devido a esta refração da luz, você não será capaz de ver claramente através do diamante e de distinguir as letras no papel.

O teste do jornal é mais efetivamente usado em diamantes soltos. Se o diamante já estiver em seu ambiente, considere o uso do teste de nevoeiro ou a revisão do mesmo por um especialista em diamantes.

7) O Teste de Ponto

Se você não tem jornal para usar, o teste de pontos é uma excelente alternativa.

Coloque um pedaço de papel branco sobre uma superfície plana e desenhe um pequeno ponto com uma caneta. Colocar a pedra sobre o ponto com o lado plano para baixo.

diamante tiffany

Através da extremidade pontiaguda do diamante, olhe para baixo, sobre o papel. Se você vir um reflexo circular dentro da pedra preciosa, a pedra é falsa. Se você não puder ver o ponto ou um reflexo na pedra, então o diamante é real.

Como um diamante verdadeiro tem qualidades refrativas poderosas, a luz saltará em diferentes direções ao invés de uma linha reta. É por isso que você não será capaz de ver letras ou pontos através de um diamante natural, real.

Teste um diamante em casa usando a refletividade

Além da refratariedade, você pode testar uma pedra com base em sua refletividade. Enquanto a refratariedade se refere às direções que a luz salta, a refletividade se refere à quantidade e qualidade da luz que é refletida da pedra.

A refletividade abrange tanto o brilho (luz branca cintilante) quanto o fogo (luz colorida) que brilha da mesa de um diamante.

8) Teste de faiscamento

O teste de faísca não requer nenhum equipamento – exceto para seus olhos. Segure o diamante em questão sob uma lâmpada normal.

Observe como a luz reflete fora da pedra. Você vê brilhantes brilhos de luz branca saltando do diamante? Você também vê reflexos de luz coloridos?

Um diamante real reflete a luz branca extremamente bem, proporcionando um brilho excepcional. Os diamantes também refletem luz colorida, ou fogo, de forma magnífica.

Se você comparar um diamante real com um diamante falso como a Zircônia Cúbica, você é capaz de notar uma diferença drástica no brilho de luz branca e colorida que o diamante real emite.

Técnicas especializadas para garantir que um diamante seja real

Embora vários testes possam ser usados para saber se um diamante é real, é aconselhável ter um especialista em diamantes profissional para ajudá-lo a determinar se um diamante é genuíno.

Um gemólogo profissional que tenha um diploma de Graduate Gemologist (GG) poderá lhe dizer definitivamente se um diamante é real ou não.

Levar sua pedra a um profissional de diamantes lhe dará paz de espírito, porque vários métodos e ferramentas comprovadas são usados para determinar se um diamante é real.

9) Inspeção de um diamante com uma lupa

Um profissional de diamantes terá acesso a uma lupa – uma lupa especial utilizada para diamantes, pedras preciosas e jóias.

Ao utilizar uma lupa, um profissional procurará por manchas e imperfeições dentro do diamante. Enquanto um diamante falso pode ser perfeitamente construído, um diamante terá pequenas imperfeições chamadas inclusões.

10) Usando uma Sonda de Condutividade Térmica (também conhecida como «O Testador de Diamante»)

Além de uma lupa, os gemólogos geralmente têm uma sonda ou medidor de condutividade térmica. Eles usam esta ferramenta para determinar a condutividade térmica de uma pedra preciosa.

Como os diamantes são condutores de calor eficazes, o diamante dispersará o calor rapidamente após ser aquecido.

Se a pedra preciosa dispersar calor a um ritmo mais lento, o diamante não é real. Vale notar que as pedras moissanitas sintéticas muitas vezes têm dispersão de calor semelhante ou igual à dos diamantes reais, tornando este teste inconclusivo com as pedras moissanitas.

Há muitos testadores de diamantes disponíveis lá fora, então você pode escolher o que mais gostar. Confira um exemplo da Amazon à direita.

11) Testando um diamante de verdade com alto perfil de pesagem

Joalheiros e gemólogos geralmente têm uma balança muito fina para medir pequenas diferenças de peso.

O peso de um diamante real será menor do que pedras falsas como a Zircônia Cúbica – mas somente balanças especiais para pesagem de quilates serão capazes de detectar essas pequenas diferenças.

Para realizar o teste, escolha um diamante falso que seja aproximadamente igual em forma e tamanho. Use esta pedra como uma comparação para o diamante que você está considerando.

12) Ponha um diamante falso usando condutividade elétrica

A detecção de um diamante falso também pode ser obtida através de um teste de condutividade elétrica realizado por um joalheiro ou gemólogo.

Os diamantes conduzem melhor a eletricidade do que outras pedras, incluindo a difícil moissanita sintética.

Um testador de eletricidade fornecerá um sinal claro sobre se a pedra é real ou não ou criada por um laboratório. Um diamante mostrará condutividade enquanto outras pedras como moissanita e zircônia cúbica não o farão.

Testando um diamante real versus um diamante real. Moissanite

Devido à crescente presença de moissanita sintética no mercado, é importante usar as ferramentas de um joalheiro para testar a genuinidade. Estas ferramentas podem determinar quase imediatamente se um diamante é real ou falso.

13) Examinando usando um Microscópio

Com uma ampliação de 1200x em um microscópio de potência, um joalheiro ou gemólogo é capaz de examinar a pedra em detalhes.

Neste nível de ampliação, eles serão capazes de ver inclusões e pequenas diferenças em diamantes reais em comparação com a moissanita.

14) Faça um exame de raio-x

Para que as qualidades moleculares internas de uma pedra sejam revistas, envie-a para um laboratório profissional de diamantes para testes.

Suas máquinas de raios X serão capazes de dizer se a pedra tem uma estrutura molecular radiolúcida ou uma estrutura molecular radiopaca.

Os diamantes são radiolúcidos enquanto as falsificações como zircônio cúbico e cristais têm mais características radiopacas.

O teste de arranhões é confiável para garantir que um diamante seja real?

O teste de raspagem foi uma técnica outrora amplamente utilizada que visava determinar a dureza de um mineral de pedra preciosa. O teste envolvia raspar a gema solta ao longo de um espelho para ver se ela arranharia o espelho ou a pedra.

Diamante Guinea Star

Enquanto um diamante é formado com materiais muito fortes, falsificações como zircônia cúbica e moissanita também são bastante duráveis e resistentes a arranhões.

Por estas razões, o teste de arranhões não é preciso. Você está melhor servido para usar outros testes, como um teste de condutividade térmica ou ter o diamante inspecionado com uma ferramenta de lupa profissional.

Como identificar outras pedras que não são diamantes reais

Com a crescente popularidade em outras pedras preciosas, aqui estão alguns passos para identificar uma pedra que a olho nu pode parecer semelhante a um diamante real.

15) Como reconhecer os diamantes sintéticos

Com uma prevalência crescente de diamantes sintéticos, é importante saber distinguir entre os diamantes criados em laboratório e os diamantes naturais. Os diamantes sintéticos têm componentes químicos e moleculares similares aos diamantes naturais reais.

Devido a suas intrincadas qualidades internas, recomendamos que o diamante seja revisado por um especialista.

Eles podem fazer o teste de condutividade e olhar a pedra sob alta ampliação. Mesmo quando não está claro a olho nu como um diamante sintético difere de um diamante natural, ele é crucial para os valores de revenda e seguro.

16) Como reconhecer a Zircônia Cúbica

A zircônia cúbica é um dos diamantes falsos mais fáceis de se testar para se obter autenticidade. Usando o teste de brilho, por exemplo, é relativamente fácil medir a quantidade de brilho e fogo que uma pedra está dando.

Além disso, as zircônias cúbicas refletem luz cor-de-laranja. Elas também pesam mais que um diamante real e geralmente não apresentam imperfeições ou inclusões. Os diamantes reais terão inclusões que podem ser vistas a olho nu ou sob o microscópio de um especialista em diamantes.

17) Como reconhecer a safira branca

As safiras estão normalmente disponíveis em azul e em uma ampla gama de cores, incluindo o branco, que parece claro a olho nu. As safiras brancas são frequentemente postas como diamantes, mas não oferecem o brilho e o contraste das áreas escuras e claras da assinatura do diamante.

Se a pedra parece mais desfocada na cor – o que significa que não tem partes claras e escuras distintas – é provável que se trate de uma safira branca.

18) Como reconhecer a moissanita

Talvez o melhor ator do mundo do falso diamante seja a moissanita sintética. A distinção entre os dois é geralmente difícil a olho nu e requer a experiência de um profissional de diamantes.

Um teste de condutividade elétrica indicará se a pedra preciosa é uma moissanita ou um verdadeiro diamante. Note que o teste de condutividade térmica não é uma técnica válida para reconhecer a moissanita, pois eles têm condutividade térmica quase idêntica à dos diamantes.

19) Como reconhecer o topázio branco

Enquanto um topázio branco pode parecer um diamante à primeira vista, várias características o separam de um diamante real.

The Empire Diamond, joalheria Tiffany mais cara da história

O exterior é mais macio que um diamante e é facilmente riscado por outros materiais. Você também pode olhar com atenção um topázio branco usando ampliação para ver se há algum arranhão na superfície. Os diamantes não terão arranhões por causa de sua composição durável.

Conclusão

Muitos dos testes deste guia, como o teste de nevoeiro e o teste de condutividade térmica, podem ajudar a determinar se um diamante é real.

Mas devido ao número e complexidade dos materiais de pedras preciosas sintéticas, recomendamos consultar um especialista em diamantes ou joalheiro para rever as peças que você já tem em sua casa. Estes especialistas são treinados para saber como identificar um diamante falso.

Se você estiver usando nossa formação em diamantes ou especialistas em diamantes para comprar um diamante, você nunca terá problemas em saber se ele é real ou não. Qualquer diamante que você comprar virá com um certificado legítimo da GIA ou AGS e tudo o que você precisa fazer é garantir que o diamante corresponda ao certificado.

Califica este artículo

Dejar una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.