ūü•á Caracteristicas da pedra Epidota

Epidote é um dos minerais de show mais destacados. A forma mais fina e desejável deste mineral está em delicados cristais alongados que são extremamente brilhantes e muitas vezes interligados.

Esta forma é altamente valorizada pelos colecionadores e cria uma das melhores peças de exposição de minerais. A cor do epidote é quase sempre verde, em todos os tons e tonalidades diferentes, com um hábito muito típico de cor pistache.

A epidote forma um grupo de minerais relacionados, sendo a epidote mineral o membro mais proeminente do grupo.

Dois membros incomuns do grupo epidote são Epidote-(Pb) (que é mais popularmente conhecido como Hancockite), e Epidote-(Sr). Embora muitas vezes consideradas variedades de epidote, estas duas formas são classificadas pela IMA como espécies minerais individuais.

Epidota com Cuarzo

O epidote é também quase idêntico em composição ao clinozoisita, mas carece de ferro significativo em sua estrutura. Ela forma uma série com Clinozoisita, e em muitos casos a distinção real entre estes dois minerais não pode ser feita.

De fato, alguns esp√©cimes de certas localidades s√£o rotulados como Clinozoisito-epidote por serem intermedi√°rios entre estes dois minerais sem determina√ß√£o exata, ou podem at√© mesmo conter estes minerais em diferentes partes de um √ļnico cristal.

Para que é usado o epidote?

Os cristais epidote, especialmente as formas excepcionais da √Āustria, Alasca e Paquist√£o, s√£o altamente valorizados entre os colecionadores.

Estes s√£o considerados minerais cl√°ssicos e est√£o bem representados em muitas das melhores cole√ß√Ķes. Epidote √© ocasionalmente facetada como uma pedra preciosa de colecionador.

Onde é encontrado o epidote?

Talvez a localidade mais clássica do mundo seja nos Alpes austríacos, em Knappenwand, no Vale de Untersulzbach, onde os grandes cristais afiados e lustrosos são altamente considerados.

Duas outras localidades cl√°ssicas dos Alpes s√£o Wallis, Su√≠√ßa; e Le Bourg d’Oisans, Is√®re, Fran√ßa.

Alguns dos cristais epidotos mais notáveis vêm do Paquistão, no vale Tormiq, distrito de Skardu, e em Alchuria e Hachupa, no vale Shigar. Uma nova e prolífica ocorrência são as montanhas Raskoh, Kharan, no Balochistão.

Esta localidade √© √ļnica, pseudo-hexagonal e pseudo-octa√©drica produtora de cristais com excelentes crescimentos secund√°rios, muitas vezes de textura granular. Cristais brilhantes de um achado limitado foram descritos de Kuh-e Khorram, Montanhas Zagros, Prov√≠ncia de Markazi, Ir√£.

Na China, excelentes cristais em forma de cunha vêm de Handan, província de Hebei; e pequenos cristais verde-grama brilhantes da Pedreira de Hongquizhen, província de Sichuan.

Cristais em forma de cinzel escuro associados à pré-nita eram abundantes na região de Kayes no Mali; e grandes cristais afiados vieram de um local não revelado no nordeste do Quênia.

Pequenos cristais e agregados em forma de leque são de Imilchil, nas montanhas Atlas, Marrocos; e grupos de cristais afiados de Rehoboth, região de Hardap, Namíbia.

Os belos cristais epidóticas de desbaste vêm de Capelinha, Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais, Brasil; e os finos sprays escuros de Rosario Mabel, Pampa Blanca, Peru. No México, os espécimes clássicos vieram de San Quintin, Baja California Norte.

A localidade mais famosa e produtiva de Epidote nos EUA é Green Monster Mountain, Prince of Wales Island, Alasca, onde cristais brilhantes de Epidote foram encontrados em cristais muito grandes.

Grandes cristais de verde escuro a quase negros vêm de Garnet Hill, Calaveras Co, Califórnia; e bons cristais de vários depósitos em Death Valley, Inyo California. Outras localidades importantes incluem Hawthorne e Julie Claim, Mineral Co., Nevada; a Mina de Ferro Calumet, Chaffee Co., Colorado; a Pedreira Oxford, Warren County, New Jersey; e a Montanha Belvidere, Lowell/Eden, Orleans & Lamoille Cos. pedreiras, Vermont. A variedade Hancockite provém do distrito de Franklin, Sussex Co., Nova Jersey.

Com que minerais est√° associado?

Epidote est√° associado a: Quartzo, calcita, actinolita, hornblende, hornblende, prehnite, biotite, clorita, albite, almandina, andradita, apatite.

Que outros minerais s√£o similares ao epidote?

O epidote é semelhante a estes minerais:

Clinozoisita: geralmente mais marrom na cor e uma gravidade específica ligeiramente inferior; caso contrário, é difícil de distinguir.

Actinolite: tem clivagem perfeita em ambas as dire√ß√Ķes, enquanto Epidote tem apenas uma dire√ß√£o, geralmente com menos brilho do que Epidote.

Turmalina: h√°bitos cristalinos diferentes, mais duros.

Vesuvianita: Diferentes h√°bitos de cristal.

Fórmula Química ao epidote

Ca2(Al,Fe)2(SiO4)3(OH)

Propriedades físicas ao epidote

  • Composi√ß√£o Silicato b√°sico de c√°lcio e alum√≠nio.
  • Cor Verde claro a verde escuro, verde oliva, verde marrom, verde amarelado, amarelo, marrom, preto. As formas transparentes podem ser fortemente pleocr√≥icas com uma cor esverdeada em um √Ęngulo e uma cor marrom no outro √Ęngulo.
  • Veia branca
  • Dureza 6 – 7
  • Sistema Monocl√≠nico Cristalino
  • Formas e agregados cristalinos Geralmente em cristais prism√°ticos longos e finos; tamb√©m em cristais tabulares espessos. Os cristais s√£o √†s vezes estriados e podem ter termina√ß√Ķes interessantes em forma de cunha.

Eles também podem ter gravuras ou camadas de crescimento, e podem conter camadas de pequenos cristais de crescimento tardio crescendo em um cristal maior.

Também em grupos de cristais colunares, reticulados, aciculares, radiantes, em forma de leque e de cuba de trigo, e em grupos de cristais longos, finos e frágeis interligados. Também pode se formar como uma crosta fina de microcristal e pode ser maciça.

  • Transpar√™ncia Transparente a quase opaco.
  • Gravidade espec√≠fica 3.3 – 3.6
  • Lustre Vitreous
  • Clivagem 1.1
  • Fractura desigual
  • Tenacidade Brilhante
  • Caracter√≠sticas marcantes Cor verde e h√°bitos cristalinos comuns.
  • A epidote ocorre em v√°rios ambientes diferentes. √Č encontrada em hornfels e skarns em contato com rochas metam√≥rficas, e em calc√°rio metamorfosado e xistos em rochas metam√≥rficas regionais. Tamb√©m √© encontrada em rochas √≠gneas no basalto e no diab√°sio, e ocasionalmente √© encontrada em pegmatita de granito.
  • Popularidade Popular
  • Preval√™ncia Muito comum
  • Demanda Altamente exigida

Califica este artículo

Dejar una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *